Escolas

A escola é um local privilegiado e decisivo para a promoção da saúde, nomeadamente para o ensino e prática diária de uma alimentação saudável e de atividade física. Os documentos orientadores que se apresentam, refletem o esforço das comunidades educativas para que a oferta alimentar em meio escolar seja cada vez mais adequada nutricionalmente.

A capacitação dos jovens para a tomada de decisões saudáveis no momento da escolha e consumo de alimentos pode não ser suficiente. Em particular, se o ambiente que os rodeia dificultar essa escolha. Se as escolas forem locais onde existe um oferta alimentar contrária ao que é ensinado e preconizado no interior das salas de aulas, torna-se difícil a missão do professor e da própria escola.

Nos últimos anos, diversas orientações foram produzidas pelo Ministério da Educação em conjunto com a Saúde para que a oferta de alimentos no interior das escolas seja cada vez mais saudável, sem perder contudo o seu sabor e diversidade.

A capacitação dos jovens para a tomada de decisões saudáveis no momento da escolha e consumo de alimentos pode não ser suficiente. Em particular, se o ambiente que os rodeia dificultar essa escolha. Se as escolas forem locais onde existe um oferta alimentar contrária ao que é ensinado e preconizado no interior das salas de aulas, torna-se difícil a missão do professor e da própria escola.

Nos últimos anos, diversas orientações foram produzidas pelo Ministério da Educação em conjunto com a Saúde para que a oferta de alimentos no interior das escolas seja cada vez mais saudável, sem perder contudo o seu sabor e diversidade.

Partilhar
Documentos
  • + Mais
    Uma parte muito importante de aquisição de tais conhecimentos e hábitos (tão precocemente quanto possível, por razões de eficácia) tem um lugar e um domínio privilegiados de expressão: o lugar é a escola e o domínio a alimentação. É neste contexto que se publica o presente referencial. Não pretende ser mais do que um guião destinado aos estabelecimentos de ensino, para os ajudar a disponibilizar serviços cada vez mais em sintonia com os princípios da educação alimentar e da alimentação saudável. Paralelamente, esta obra apresenta uma componente explicativa sobre a selecção de alguns alimentos em detrimento de outros, contextualizando as diferentes opções num quadro mais amplo, o das preocupações que partilhamos com nações e organismos a nível europeu e mundial.
    • Educação alimentar
  • + Mais
    Neste documento encontram-se algumas especificidades nutricionais e aspetos de organização e funcionamento do bufete escolar. As presentes orientações visam apoiar a Direções das Escolas e os técnicos dos SASE na melhoria da qualidade da oferta alimentar e sensibilizar os professores, assistentes operacionais e pais para a importância dos seus contributos na promoção da saúde e de estilos de vida saudáveis.
    • Bufetes escolares
  • + Mais
    O refeitório escolar constitui um espaço privilegiado de educação para a saúde, promoção de estilos de vida saudáveis e de equidade social, uma vez que fornece refeições nutricionalmente equilibradas, saudáveis e seguras a todos os alunos, independentemente do estatuto socioeconómico das suas famílias. Atendendo às responsabilidades dos Diretores dos estabelecimentos de educação e ensino na garantia do acesso de todos os alunos a refeições saudáveis e equilibradas, a presente circular e seus anexos contêm as orientações sobre ementas e refeitórios escolares a observar no ano letivo 2013/2014, quer nos refeitórios de gestão direta pelos estabelecimentos de educação e ensino, quer nos refeitórios concessionados a empresas de restauração coletiva, constando as mesmas no procedimento de contratação pública.
    • Ementas e refeitórios escolares
  • + Mais
    Neste manual pretende-se transmitir, de forma simples, as principais razões que fazem da água o alimento central na nossa alimentação. E o que as escolas devem fazer para que a água seja promovida e esteja presente no dia-a-dia de muitos milhares de crianças.
    • Hidratação
Topo