Indústria Alimentar

Cada vez mais a indústria alimentar assume um papel importante nas escolhas e hábitos alimentares da população, sendo fundamental para a disponibilização de alternativas mais saudáveis e para a integração nas estratégias nacionais de promoção de estilos de vida saudável.

A indústria alimentar é uma das principais responsáveis pela oferta alimentar disponibilizada aos cidadãos e pela criação de ambientes alimentares saudáveis.

Ou seja, a definição do produto alimentar, da sua composição nutricional, do sabor, disponibilidade, preço e publicidade está em grande parte nas mãos da indústria. Daí a grande responsabilidade dos vários operadores do mercado e a necessidade de um compromisso sólido para a oferta de produtos alimentares que vão de encontro às necessidades dos consumidores.

Consumidores que esperam cada vez mais que a indústria disponibilize produtos alimentares saudáveis, amigos do ambiente, transparentes na informação nutricional e respeitadores dos direitos sociais das pessoas que trabalham em toda a cadeia de produção.

O PNPAS e o compromisso da indústria alimentar

O PNPAS, a par do que são as recomendações da OMS e da CE considera que a indústria alimentar deve disponibilizar alimentos:

– Com teor reduzido de sal
– Com teor reduzido ou nulo de ácidos gordos trans
– Com teor reduzido de açúcar
e que deve ser capaz de disponibilizar informação adequada para uma escolha alimentar saudável.

Entende ainda que a oferta alimentar deve ser maioritariamente composta por produtos alimentares de elevado valor nutricional e de baixa densidade energética, ou seja, que ofereçam nutrientes (vitaminas, minerais e outros substâncias) a par de um baixo valor energético, sempre que possível, sendo de evitar produtos de baixo valor nutricional mesmo que com baixo teor energético.

 

Partilhar
Documentos
Topo