Saúde Oral

A globalização dos mercados teve um impacto significativo na dieta, levando a um consumo excessivo e, consequentemente, a doenças crónicas como obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, cancro, osteoporose, mas também a doenças orais.

A saúde oral está relacionada com a dieta, por exemplo, através das influências nutricionais no desenvolvimento craniofacial, no cancro oral e nas doenças infeciosas orais. No entanto, o efeito mais significativo da alimentação é na dentição através do desenvolvimento da cárie dentária e da erosão do esmalte dentário.

Existem provas convincentes, através da realização de variados estudos, de uma associação entre a quantidade e a frequência de ingestão de alimentos ou bebidas açucaradas e a cárie dentária.

Os países com uma baixa ingestão de açúcares livres não devem aumentar o seu consumo, uma vez que a evidência disponível mostra que, quando o consumo de açúcares livres é inferior ao intervalo 15-20 kg /ano (6-10% o consumo de energia), a prevalência de cárie dentária é baixa.

Partilhar
Topo