Nutrição e Alimentação por regiões

Este espaço destina-se a apresentar e divulgar boas práticas em projetos de intervenção comunitária na área da promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade em Portugal
A nível Europeu e particularmente em Portugal, o excesso de peso e a obesidade são um dos principais problemas de saúde e a sua prevenção é considerada prioritária. As atividades de prevenção mais eficazes e efetivas devem envolver diversos atores em diferentes áreas de forma coordenada, sendo as instituições de saúde, na maior parte dos casos, a liderar estes processos. No entanto, dada a dispersão geográfica dos locais onde estas atividades são efetuadas, a autonomia das instituições, as recentes mudanças organizacionais e a heterogeneidade de recursos humanos disponíveis, não foi elaborado até hoje um mapeamento nacional das instituições proponentes e gestoras dos diversos projetos de intervenção comunitária e a caracterização uniforme das atividades desenvolvidas neste âmbito.

 

MAPICO

  1. o mapeamento dos projetos de intervenção comunitária na área da prevenção da obesidade, dos 0 aos 18 anos, no âmbito dos Serviços de Cuidados de Saúde Primários em Portugal, alojando a informação recolhida num espaço público que permita a sua divulgação;
  2. um manual de boas práticas, integrando exemplos e soluções locais encontradas com recomendações e consensos internacionais a este nível.

Metodologia de Investigação

  1. Revisão bibliográfica e sistematização dos projetos de intervenção comunitária na prevenção primária da obesidade a nível nacional e internacional com dados publicados nos últimos 10 anos, que se mostraram mais sólidos a nível concetual e metodológico, tanto nos aspetos da implementação como da monitorização e avaliação. A revisão incluirá também a sistematização das metodologias de avaliação e dos respetivos indicadores mais frequentemente utilizados.
  2. Desenvolvimento de um instrumento de recolha de dados, em formato eletrónico, que permita identificar os projetos de intervenção comunitária na prevenção primária da obesidade realizados em Portugal, entre 2007 e 2013, que tenham participação direta ou indireta dos Serviços de Cuidados de Saúde Primários. Constará de um formulário que contém indicadores, tais como: experiência da entidade promotora e equipa técnica; pertinência do projeto para os planos da instituição; formulação de objetivo; adequação das metodologias de intervenção; adequação dos conteúdos da intervenção; seleção e caraterização do grupo-alvo; plano de monitorização e avaliação; adequação do orçamento; financiamento; relação custo-efetividade; sustentabilidade do projeto; parcerias e acordos de colaboração; natureza inovadora do projeto; resultados obtidos e processos de comunicação.
  3. Elaboração de uma página Web que sirva como plataforma de recolha de informação e como posterior repositório da informação dos projetos de intervenção comunitária existentes, com possibilidade de atualização e partilha de informação.
  4. Recolha de informação. A primeira fase deste projeto contará com o fornecimento de informação por cada profissional de saúde já identificado como ponto focal nas Administrações Regionais de Saúde e suas congéneres nas Regiões Autónomas. Numa fase posterior, para especificação das informações, eventualmente, em falta no formulário, serão contactados os responsáveis dos projetos locais. Serão realizadas entrevistas estruturadas a uma sub-amostra de responsáveis dos 10 projetos identificados como os mais relevantes de acordo com a informação recolhida previamente.
  5. Interpretação e análise de dados. A interpretação terá por base a atribuição de uma pontuação de 0 a 5 valores a cada um dos indicadores de qualidade presentes no formulário e a identificação de áreas criticas na formulação e implementação dos projetos.
  6. Elaboração de um manual integrando exemplos e soluções encontradas localmente e tendo em conta e especificidade nacional. Este manual deverá ainda conter recomendações e consensos internacionais sobre a formulação, implementação, monitorização e avaliação de projetos de intervenção ao nível dos cuidados de saúde primários na área da prevenção da obesidade e promoção de estilos de vida relacionados.
  7. Divulgação dos resultados. A divulgação dos dados comtemplará duas fases, uma de divulgação seletiva e interna para cada região sobre projetos em curso e propostas específicas de melhoria e outra de divulgação genérica à comunidade científica dos factos mais evidentes encontrados. A divulgação dos resultados terá como base a página Web a criar e a possibilidade de articulação com outros projetos atualmente a decorrer no âmbito da Organização Mundial de Saúde.
Partilhar
Topo