Projeto ARS | Madeira | Alimentação saudável nos bufetes escolares: o caso de sucesso da Madeira

A região autónoma da Madeira criou desde 2001 a Rede de Bufetes Escolares Saudáveis (RBES) e está implementada em quase todas as escolas do 2º e 3º Ciclos da Região, promovendo e disponibilizando aos alunos uma oferta alimentar mais saudável nas escolas.
O projeto Rede de Bufetes Escolares Saudáveis (RBES) surgiu da tomada de consciência de que a escola é o meio privilegiado para a promoção e adoção de comportamentos alimentares saudáveis. Este projeto de Educação Alimentar visa, entre outros objetivos, aumentar o consumo de alimentos saudáveis nos bufetes escolares e incentivar o intercâmbio entre as escolas da RBES.

Teve o seu início com uma experiência piloto que decorreu na Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos dos Louros, no ano 2000/2001, sendo que no ano seguinte surgiu a Rede Bufetes Escolares Saudáveis, com o objetivo de aumentar o consumo de alimentos saudáveis pela comunidade escolar. Este projeto agregou inicialmente seis escolas e tem vindo a aumentar, fazendo atualmente parte da RBES 22 escolas de um total de 33 existentes na região.

É um projeto inovador e já deu provas do seu sucesso. Existe, neste momento, uma maior variedade de alternativas saudáveis nos bufetes, nomeadamente saladas, sopas, tartes e frutos secos. No ano passado, verificou-se que 65% dos produtos consumidos nos bufetes das escolas da RBES variavam entre sandes, bolos de leite e croissants, água, iogurtes, leite, batidos, sumos naturais e frutas. Ao seres disponibilizados este tipo de alimentos nos bufetes, existem crianças e jovens que os procuram.

O Governo Regional aprovou também recentemente um Regulamento que define as normas de funcionamento e venda de géneros alimentícios nos bufetes escolares, “ tem sido uma mais-valia, porque mesmo as escolas que não estão na RBES, acabam por seguir a mesma linha do projeto, ou seja, devem promover determinados produtos em detrimento de outros” afirma a Dra. Rita Ornelas, Nutricionista e uma das responsáveis por este projeto.

Partilhar
Topo