Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional

O conceito de segurança alimentar é, de acordo com a FAO, reconhecido como “uma situação que existe quando todas as pessoas, em qualquer momento, têm acesso físico, social e económico a alimentos suficientes, seguros e nutricionalmente adequados, que permitam satisfazer as suas necessidades nutricionais e as preferências alimentares para uma vida ativa e saudável”.

O PNPAS, enquanto a estratégia nacional para a promoção da alimentação saudável, pretende implementar um conjunto de medidas com o objetivo de garantir a segurança alimentar da população portuguesa.

Neste sentido, foram definidas três áreas de intervenção prioritárias, que correspondem a 3 dos 5 objetivos gerais do PNPAS:

– O aumento do conhecimento sobre os consumos alimentares da população portuguesa, seus determinantes e consequências, em particular nos grupos socialmente mais desfavorecidos;

– O aumento da literacia alimentar e nutricional e a capacitação dos cidadãos de diferentes estratos socioeconómicos e etários, em especial dos grupos mais desfavorecidos, para as escolhas e práticas alimentares saudáveis e o incentivo de boas práticas sobre a rotulagem, publicidade e marketing a produtos alimentares.

– A melhoria qualificação e o modo de atuação dos diferentes profissionais que pela sua atividade, possam influenciar conhecimentos, atitudes e comportamentos na área alimentar.

Para atingir esta prioridade estão a ser, desde 2012, dados os seguintes passos:

1) Avaliação da situação – avaliação e monitorização do estado de segurança alimentar dos agregados familiares portugueses. Esta avaliação está a ser feita anualmente, desde 2011, através do Estudo Infofamília.

2) Capacitação dos cidadãos para escolhas alimentares a baixo custo – desenvolvimento de manuais pedagógicos (Manual “Alimentação Inteligente – Coma melhor, poupe mais”) e apoio a projetos de intervenção comunitária em populações vulneráveis (Projeto EPHE).

3) capacitação dos profissionais de saúde e outros profissionais para a detecção e intervenção no tema da insegurança alimentar e desigualdades em saúde relacionadas com a alimentação estado nutricional.

Partilhar
Documentos
  • + Mais
    As questões da insegurança alimentar (IA) têm merecido uma atenção crescente nos últimos anos, mesmo nos países desenvolvidos, considerando a tendência crescente dos indicadores de pobreza e de desigualdades sociais, em resultado da crise económica global. A implementação de um sistema de monitorização da IA tornou-se uma prioridade das políticas de alimentação e nutrição. Este estudo pretende avaliar as tendências da IA durante a crise económica em Portugal, identificando possíveis iniquidades regionais.
    • Insegurança Alimentar
  • + Mais
    Nas sociedades contemporâneas, as desigualdades sociais têm sido apontadas com um dos principais desafios actuais, apresentando repercussões consideráveis ao nível da saúde das populações. De facto, a Insegurança Alimentar, enquanto uma situação que existe quando se verificam dificuldades no acesso a alimentos nutricionalmente adequados devido a factores de ordem socioeconómica, parece ser um factor de risco para o desenvolvimento de doenças crónicas. É neste contexto que a monitorização da Segurança Alimentar das populações se destaca como uma estratégia de ordem prioritária para as políticas de alimentação e nutrição. O presente trabalho pretende apresentar uma proposta metodológica para a avaliação da Segurança Alimentar na população portuguesa.
    • Insegurança Alimentar
  • + Mais
    Reducing health inequalities is a top priority of the public health agendas in Europe. The EPHE project aims to analyse the added value of a community-based interventional programme based on EPODE methodology, adapted for the reduction of socio-economic inequalities in childhood obesity. The interventions that will be implemented by this project focus on four energy balance-related behaviours (fruit and vegetable consumption, tap water intake, physical inactivity, sleep duration) and their determinants. This article presents the design of the effect evaluation of the EPHE project.
    • Insegurança Alimentar
Topo